O Bahia foi punido novamente com a perda de dois mandos de campo e terá que pagar uma multa no valor de R$ 20 mil após uma confusão envolvendo membros de uma torcida organizada no triunfo sobre o Figueirense por 3 a 0, dia 14 de setembro, no Joia da Princesa, pelo Campeonato Brasileiro.

Nas duas partidas que sofreu o gancho, o Bahia terá que atuar com portões fechados. O julgamento foi realizado nesta sexta-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O Bahia promete recorrer. Essa foi a segunda vez que o Tribunal puniu o Bahia. Na primeira oportunidade, o clube foi punido em outra partida CURIOSAMENTE realizada em Feira de Santana por conta da superlotação do estádio, estádio, que gerou essa nova punição.




Nesta quarta-feira, 23 de julho de 2014 às 22h, no Itaquerão, Estádio do time adversário, o Esporte Clube Bahêêa entra em campo com intuito de obter um bom resultado fora de casa e trazer a decisão da terceira fase da Copa do Brasil, para Arena Fonte Nova, nos braços da sua torcida. 

Não será fácil. O Bahêêa terá pela frente a difícil tarefa de eliminar o Corinthians, time que ocupa o segundo lugar do disputadíssimo campeonato Brasileiro, e tem em seu positivo retrospecto em 41 confrontos (Brasileiro Unificado) 19 triunfos, contra 10 do Tricolor de Aço e 12 empates.

O Bahêêa que não vem fazendo um bom campeonato Brasileiro e amarga 8 jogos sem triunfo, retornou para o campeonato apresentando um futebol pífio, após um período de treinamentos devido ao recesso da Copa do Mundo,  perdendo em casa para o SPFC e cedendo o empate ao Atlético Mineiro, depois de ter se apresentado razoavelmente bem no primeiro tempo.

Durante este mesmo recesso tivemos anunciados alguns reforços, como Marcos Aurélio e Kieza, e incompreensivelmente, só Marcos Aurélio teve seu nome divulgado no BID, ontem, 22 de Julho.  Demora esta que só veio a prejudicar o clube, que sofre com a ausência de Lincoln por lesão e Talisca, vendido recentemente ao Benfica de Portugal.  É preciso que a Diretoria além de agilizar a regularização daquele que falta, traga para o elenco um autêntico camisa 10 e outro atacante de qualidade, pois, o Bahêêa já não pode mais se manter abaixo do esperado por tais ausências.

Voltando ao assunto principal, Copa do Brasil, o ultimo triunfo do Esquadrão foi exatamente nela, contra o América MG, em maio deste ano, algo preocupante e que precisa ser revertido. É preciso que o clube se estabilize, consiga realizar um jogo excepcional hoje e a partir daí engate uma sequência de bons jogos, trazendo confiança ao elenco, diretoria e principalmente, SUA TORCIDA.

Hoje com a estreia de Marcos Aurélio, que utilizará a camisa 10, e a ausência de Rhayner e Demerson, o clube precisa jogar com inteligência, trazer um resultado positivo para Salvador e dar um pouco de felicidade a sua torcida, que já não aguenta mais ver o time nessa “maré de azar” e espera e merece um TRIUNFO daqueles!

Então Tricolor de Aço, encarne o espírito de quem “NASCEU PARA VENCER” e jogue com o “coração na chuteira”, pois, o que não dá na técnica, vai na raça.

  • ·        Arbitragem da partida:  Igor Junio Benevenuto (MG), auxiliado por Celso Luiz da Silva e Antonio Luiz Barbosa (ambos de MG).

 ·        Provável escalação do Bahêêa: Marcelo Lomba; Diego Macedo, Titi, Adailton, Guilherme Santos; Fahel, Uelliton, Léo Gago, Emanuel Biancucchi; Marcos Aurélio e Maxi Biancucchi.

Boa sorte e AVANTE MEU ESQUADRÃO DE AÇO.

ST !





Roniery e Wellington Saci, Paraná e figueirense (Foto: Joka Madruga / Agência estado)

O lateral-direito Roniery, do Paraná, desembarca nesta terça-feira em Salvador para assinar contrato de empréstimo com o Bahia para a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro. A indicação aconteceu por parte do técnico Marquinhos Santos, que já observa o jogador desde o início de 2013, quando comandava o Coritiba.

No Tricolor Paranaense desde abril de 2013, Roniery se destacou no Campeonato Paulista daquele ano e desde que chegou ao Paraná foi o titular absoluto da ala direita.

Desde o término da Série B, muitas especulações rodearam o jogador. Primeiramente, Roniery poderia deixar o Tricolor para assinar com o Coritiba. Porém, com a permanência do lateral-direito Victor Ferraz no elenco alviverde, o clube perdeu o interesse no atleta. 

Posteriormente, um grupo de investidores tentou colocar o lateral no Palmeiras, mas a negociação não chegou a ser finalizada. 

Insatisfeito com o Paraná, Roniery não treina mais com o elenco tricolor desde a eliminação do time do Paranaense, no dia 23 de março.

Fonte: GloboEsporte.com

Na tarde desta sexta-feira, o elenco do Bahia realizou mais um treinamento no Fazendão, visando a grande final de domingo, contra o Vitória. O técnico Marquinhos Santos focou no ensaio de cobranças de faltas e escanteios, defensivos e ofensivos. 

Mais uma vez, o meia Anderson Talisca e o atacante Rhayner ficaram no departamento médico, realizando tratamento no tornozelo e na panturrilha. Os dois seguem como dúvida para a final, mas estão fazendo tratamento intensivo em três turnos. 

O atacante Jeam, destaque na final do sub-20, na qual marcou dois gols contra o Vitória, foi requisitado por Marquinhos Santos e será opção. Caso Rhayner não se recupere, Jeam disputaria essa vaga com Marcão e Rafinha. 

 O goleiro Guido, o zagueiro Robson, o lateral Railan e o meia Gabriel Ramos também não tiveram folga depois do título e treinaram com o profissional. Desfalques certos são o goleiro Omar, o lateral direito Galhardo e o lateral esquerdo Guilherme Santos, se recuperando de uma artroscopia no joelho, de uma cirurgia no pé e uma lesão na coxa. Neste sábado, às 09h, o elenco tricolor finalizará a preparação para o clássico, com um treinamento no Fazendão.


A diretoria do Bahia acertou com o atacante Henrique que estava atuando no Botafogo-RJ por empréstimo até o final da temporada. Durante a atividade de hoje, o jogador esteve no Engenhão para se despedir dos seus companheiros e sequer entrou em campo. 

Dois dias depois de ser eliminado da Copa Libertadores da América, o Botafogo começou um processo de reformulação em seu elenco. Na manhã desta sexta-feira, o clube anunciou, por meio de seu site oficial, o desligamento de Eduardo Hungaro do cargo de treinador. Durante o treino, na parte da tarde, foi a vez do atacante Henrique ter sua saída confirmada.

Henrique chegou ao Botafogo no início de 2013. Com atuações abaixo das expectativas, marcou seu primeiro gol apenas este ano, 26 jogos depois de sua estreia. Pelo Alvinegro balançou as redes cinco vezes.

O time do técnico Marquinhos Santos agora tem a sua disposição para o setor ofensivo mais uma peça para disputar vaga com Marcão e o jovem Jeam. O centroavante deve viajar para Salvador ainda neste final de semana.